Único como ela!
Compartilhe:

Miley fala sobre videoclipe e novo estilo em entrevista
Postado por Matheus / 9 meses atrás

A ex-estrela de Hannah Montana, agora com 20 anos, diz que seu novo single We Can’t Stop prepara perfeitamente o palco para seu próximo álbum, que será lançado no Outono, e para sua turnê, em 2014.

As pessoas não percebem realmente como Nova York é quando eu estou fazendo as coisas“, diz Cyrus em um quarto de hotel em Manhattan.

Eles ficam tipo: ‘Realmente, parece que você não pode parar.’ Mas é isso! O que está fazendo o meu novo disco ser consistente é o fato de que as músicas são todas diferentes e que sobre onde estou no momento. Eu estou em um ponto onde eu sei quem eu sou, mas eu sei que eu não descobri quem sou por completo e eu não vou parar de ser assim até que eu esteja acabada“.

Quanto ao vídeo de We Can’t Stop, que até agora tem 75 milhões de acessos no YouTube, Cyrus, com seu cabelo loiro curto, acha que sabe por que causou toda essa impressão.

As pessoas estão vendo como se estivessem assistindo ‘Gatinho brinca com fio’, durante três horas, muito mais do que assistiriam um outro videoclipe. E é porque os faz feliz, os faz rir, qualquer coisa assim“, diz Cyrus, que está noiva do ator Liam Hemsworth (e usando seu anel neste dia).

Então, eu queria que o meu videoclipe fizesse as pessoas rirem porque eu sou a primeira a fazer piada de mim mesma. Minha madrinha, a  Dolly Parton, ela está constantemente fazendo piada de si mesma. Ela diz: ‘É preciso muito dinheiro para parecer desleixada assim, querida.’ Eu queria que o vídeo passasse esse tipo de confiança.

E Cyrus, vestida toda de preto com alguns brincos de ouro, ama moda. Vestindo uma suspensória de couro de Phillip Lum, shorts alinhados Moschino e botas de plataforma Versace, ela acrescenta: “Eu sou boa em saltos. Eu sou equilibrada. Sempre fui.

Seu corte de cabelo curto – que parece sinalizar o início desta nova fase em sua vida – explica isso.

Ninguém teria planejado um corte de cabelo para mudar a minha vida“, diz Cyrus. “Eu não planejava cortar o cabelo para mudar a minha vida. Eu tinha acabado de cortar e, em seguida, ele realmente mudou minha vida. Há algo sobre não ter cabelo que te torna mais confiante. E eu acho isso especialmente porque as pessoas gostam de colocar as outras contra a parede. Digo, já fui chamada de muitas coisas desde que cortei meu cabelo.

Todo mundo disse que eu era lésbica, mas, tipo, ser lésbica não é uma coisa ruim. Então, se você acha que eu pareço uma lésbica, eu não estou ofendida. Você pode me chamar de coisa muito pior. Eu já fui chamada de coisas muito piores. Ser lésbica é um elogio, mais do que qualquer coisa.

As pessoas pensam que o cabelo curto é só coisa de homem e eu mostrei, obviamente, o contrário.  Quando eu cortei meu cabelo, eu consegui ficar na capa da revista Maxim, onde eu fiquei em primeiro lugar na lista das mais gatas. O importante não foi eu ser a mais sexy, é que foi escolha dos fãs. Mas foi algo que eu amei. Eu acho que eu nunca vi uma capa da Maxim com uma mulher com o cabelo curto.

Fonte: Toronto Sun

TAGS:
comentários

Top